CNH

Governo diz que decisão segue diretriz para reduzir custos e facilitar a vida do brasileiro
O Ministério das Cidades revogou neste sábado (17) a resolução que altera procedimentos para renovação da Carteira Nacional de Habilitação (CNH). De acordo com nota, a decisão do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, "acontece em conformidade com os objetivos do governo federal de reduzir custos e facilitar a vida do brasileiro". A medida começaria a valer em junho.
No dia 8 de março, foi publicada no Diário Oficial uma resolução que modificava os requisitos para quem queria fazer ou renovar a CNH. Elaborada pelo Conselho Nacional de Trânsito (Contran), a medida agora cancelada determinava que quem tiver de renovar a habilitação deveria fazer um curso teórico de 10 horas/aula (presencial ou a distância), passar por uma prova e realizar exame médico. No Rio Grande do Sul, a renovação da CNH que hoje custa R$ 215,59 passaria para R$ 333,43 — um aumento de 54,6% — caso a resolução começasse a valer.

Quando se tornou pública nesta semana, a notícia gerou críticas. Descontente com as novas regras, o deputado federal gaúcho Jerônimo Goergen (PP-RS) apresentou um projeto de decreto legislativo para suspender a resolução que redefiniu a formação de condutores no país. Já na próxima semana, o parlamentar pretendia buscar apoio junto aos líderes da Câmara dos Deputados para que sua proposta passasse à frente das demais e não precisasse enfrentar o trâmite pelas comissões. O deputado Rodrigo Maia chegou a dizer que a Câmara poderia vetar a resolução do Contran a partir de terça-feira (19). Com a decisão do Ministério das Cidades, as medidas dos parlamentares se tornam desnecessárias.

Confira a íntegra da nota divulgada pelo Ministério das Cidades:
Por determinação do ministro das Cidades, Alexandre Baldy, o diretor do Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e presidente do Conselho Nacional de Trânsito (Contran), Maurício Alves, revoga a resolução 726/2018 que torna obrigatória a realização e aprovação em Curso de Aperfeiçoamento para renovação da Carteira Nacional de Habilitação.
A diretriz da atual gestão da Pasta tem por objetivo implementar ações e legislações que atendam às expectativas da população, no sentido de simplificar a rotina e levar conforto e praticidade a seu dia a dia. Esta ação acontece em conformidade com os objetivos do Governo Federal de reduzir custos e facilitar a vida do brasileiro.
Esclarecemos que a medida é tomada com todo respeito ao trabalho da Câmara Temática de Educação, Habilitação e Formação de Condutores, ao trabalho realizado pelo Contran e todos os profissionais envolvidos. Neste sentido, informa-se que os técnicos do Denatran do Ministério das Cidades, seguirão na busca de alcançar o objetivo de promover a cada vez mais a segurança dos usuários de trânsito, mas sempre com absoluto foco na simplificação da vida dos brasileiros e na constante busca pela redução de custos de forma a não afetar a rotina dos condutores que precisam renovar suas carteiras de habilitação/CNHs por todo o Brasil.


Alexandre Baldy
Ministro das Cidades

Comentários (0)

500 caracteres restantes

Cancel or

0
0
0
s2sdefault
Web Radio Lente Digital

Visitas no Site

181730
Hoje
Ontem
Esta Semana
Semana Passada
Este Mês
Mês Passado
Todas as Visitas
3526
276
7653
170343
11387
17550
181730

Seu IP: 54.198.243.51
15-07-2018 17:49

Usuários Online 

Temos 6 visitantes e Nenhum membro online

Scroll to top