Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

autodj
No comando: Super Domingo DJ

Das 00:00 às 23:59

alexandre
No comando: A voz da Verdade 2ª Edição

Das 17:00 às 19:00

conexaodigital
No comando: Programa Conexão Digital

Das 19:00 às 20:00

alexandre
No comando: A voz da verdade 1ª Edição

Das 20:00 às 22:00

mailson
No comando: Forró Fest

Das 20:00 às 22:00

daniel
No comando: Mesa Esportiva

Das 20:00 às 22:00

josimar
No comando: Unção de Deus

Das 20:00 às 22:00

patricio
No comando: Memória Digital

Das 20:00 às 22:00

emanoel_neto
No comando: Top Music

Das 22:00 às 00:00

Parábola de Jotão Jz 9.7-15

Compartilhe:
josimar3

   Israel não tinha rei no período dos juízes e Gideão foi um dos principais juízes de Israel, quando o Senhor o chamou para libertar os israelitas do jugo dos Amalequitas. Após a sua vitória, os israelitas quizeram fazer de Gideão seu rei, porém ele não aceitou. Então Abimeleque, um de seus filhos, desejou o cargo e para isso precisou matar todos seus irmãos, para que não houvesse concorrentes. Só que Jotão, seu irmão mais novo, conseguiu escapar da matança. O qual proferiu uma parábola para todo o Israel, advertindo-o contra o reinado de seu cruel irmão. A parábola fala de árvores que buscam um rei para si.

Jotão, condenou a traição de Abimeleque publicamente, contando uma fábula. Nela, as nobres árvores da floresta rejeitam o chamado para serem líderes reais, algo que, finalmente, é conferido ao inferior espinheiro. A princípio chamou a oliveira tipificando a unção, o derramar do Espírito Santo e os dons espirituais na vida da igreja. Chamou a figueira que representa aquilo que está ligado a Israel como nação. Chamou a videira que aponta para a igreja, para o plano de salvação através do sangue de Jesus. Enfim, chama o espinheiro que é tudo aquilo que é próprio da natureza humana e que fere os outros. Que é ruim e que não dá fruto algum. É a mentira, o engano, a maledicência, a falta de amor. O espinheiro quando se estabelece é como fogo que destrói cedro que representa a obra de Deus. As árvores foram chamadas para serem ungidas com rei. Lembrando que as árvores são homens, Jotão quis mostrar que só indivíduos baixos têm o desejo de governar os outros. Aqueles que tem ocupações dignas estão ocupados demais para serem reis. A oliveira respondeu: deixaria eu o meu óleo? A figueira respondeu: deixaria eu a minha doçura? A videira também respondeu: deixaria eu o meu vinho, que agrada a Deus e os homens? Respondeu o espinheiro as árvores: vinde, e refugiai debaixo de minha sombra. Como última alternativa.

Precisamos cultivar na igreja nos dias de hoje a oliveira, a figueira e a videira. O que elas representam espiritualmente precisam reinar no nosso meio, se elas não reinarem, o espinheiro termina reinando, e quando isso acontece, o cedro, que representa a obra de Deus, corre o risco de ser destruído.

Comunicador^:  Josimar Alves

Deixe seu comentário: